Psicologia

Concepção de Curso

A Psicologia necessita construir uma nova relação com a sociedade, rompendo com um modelo de atuação somente de análise e intervenção no âmbito de uma prática clínica, individual e elitista. Tal concepção foi necessária às condições de surgimento e desenvolvimento da Psicologia no Brasil. No entanto, urge revisar e construir outra forma de atuação profissional, comprometida com as necessidades e exigências da realidade social. Consequentemente é necessário uma nova concepção sobre a formação do Psicólogo. Como explica Ana Mercês Bahia Bock, presidente do Conselho Federal de Psicologia (2004-2007), a formação do psicólogo deve ser inquietante, apropriada de um saber e de uma postura crítica, e estar a serviço das diversas demandas da sociedade.
Tais reflexões nortearam a elaboração do Curso de Psicologia da Fundação Educacional Machado Sobrinho, que foi concebido sob os seguintes pilares:

Visão generalista: A emergência de novas áreas de atuação profissional (escolar, hospitalar, esportiva, jurídica, social, comunitária, ambiental, neuropsicologia publicidade e propaganda, políticas públicas de saúde, …), a ampliação e diversificação da clientela atendida (indivíduo, grupo e instituições ) , as inovações nos procedimentos e técnicas, a atuação em equipes multiprofissionais, a postura crítica e indagadora, são pontos fundamentais e imprescindíveis a serem considerados na formação do Psicólogo.
Este curso pretende oferecer ao aluno amplo espaço de conhecimento científico (tanto teórico quanto técnico), propiciando a aplicação deste nas várias áreas de ação profissional do psicólogo, incentivando a perspectiva problematizadora da realidade, valorizando as interfaces com campos afins do saber e, finalmente, mas não menos importante, pautado em sólidos princípios éticos.

Relação com a Comunidade: A atuação profissional do Psicólogo, comprometido com as demandas da sociedade, pauta-se nos cuidados integrais à saúde através da prevenção, da intervenção e do tratamento da ampla gama de fenômenos psicológicos do ser humano. Atento e articulado ao contexto macro-social, o psicólogo necessita estar voltado para as questões e problemas de sua região. É necessário salientar que esta instituição encontra-se geograficamente localizada em uma região da cidade onde as formas de atendimento à população carente são precárias.
Portanto, a prestação de diversos serviços para a comunidade é conseqüência natural deste processo de formação, que propõe atividades práticas supervisionadas (estágios, pesquisas, extensão…), articuladas às demandas emergentes.
O “Instituto Vida”, proposto pelo Curso de Psicologia, contemplará diferentes formas de atendimento à população, bem como propiciará a inserção do formando na própria comunidade de acordo com as necessidades desta.
O Espaço de Estudos e Pesquisas, será organizado em torno de temas específicos, que reverterão em ações concretas em benefício da comunidade.
O Espaço de Estudos e Pesquisas, será organizado em torno de temas específicos, que reverterão em ações concretas em benefício da comunidade.
As parcerias com instituições nas quais a ação do Psicólogo é necessária (escolas, hospitais, clubes e associações esportivas, penitenciária, fórum, asilos e creches, empresas, organizações não governamentais, movimentos comunitários de bairro, agências de publicidade e propaganda, entidades públicas de atenção à saúde e aos direitos humanos, dentre outras) possibilitam ao aluno a observação e a intervenção em situações reais, concretizando sua inserção social e consequentemente o comprometimento deste curso com a sociedade.

Interdisciplinaridade: Os fenômenos e processos psicológicos devem ser percebidos e estudados em sua magnitude, para tal sua interação com os fenômenos físicos, sócio-culturais e biológicos não pode ser negligenciada. A Psicologia deve estar integrada e articulada à outras ciências assegurando uma compreensão integral e contextualizada de seus campos de estudo. A atuação em equipes multiprofissionais é necessária e cada vez mais solicitada. Portanto, promover a interdisciplinaridade é vital para a formação generalista proposta por esse curso, o que possibilitará ao formando reconhecer e atender às diversas demandas de prevenção e intervenção na sociedade.
A interdiciplinaridade é necessária e está presente na concepção da grade curricular, no “Espaço de Estudo e Pesquisa” (onde as diferentes ciências se aglutinarão em torno de temas), na integração entre os demais cursos desta instituição de ensino (atuais e futuros), nos estágios, no Centro de Estudo e Pesquisa, enfim no projeto pedagógico deste curso.

Pesquisa: Não constitui ênfase deste curso os processos de investigação científica, ou seja, a pesquisa. No entanto, capacitar o aluno para elaborar e desenvolver projetos de pesquisa e despertar nele o interesse pela busca permanente de explicações sobre a realidade é uma preocupação desta formação.

Ética: A formação do psicólogo é fundamentada em três bases: teórica, prática e ética. O Código de Ética Profissional do Psicólogo (que entrou em vigor em 27 de agosto de 2005) afirma que toda profissão define-se a partir de um corpo de práticas que busca atender demandas sociais, norteada por normas éticas, que garantam a relação adequada de cada profissional com seus pares e com a sociedade. Salienta, que estas normas propiciem a reflexão em torno dos valores relevantes para o meio social e para a ciência consistindo em um padrão de referência para uma conduta do psicólogo e contribuindo o reconhecimento da Psicologia. Formar este profissional é o que se propõe este curso.

Rua Pedro Celeste, s/nº | Bairro Cruzeiro do Sul | Juiz de Fora | 36030-140

Central de atendimento (032) 3234-1436 | Fax (032) 3234-1444 | secfac@machadosobrinho.com.br

Copyright © 2001-2011 UKB Sistemas Ltda.