Psicologia

Concepção de Curso

Historicamente a Psicologia travou árdua batalha para construir e solidificar os pilares da profissão, porém, isto  ocasionou  a adoção de uma prática subordinada ao modelo biomédico,  no qual a atuação clínica é privilegiada. Obviamente, o distanciamento da  realidade social  e o enclausuramento do profissional psicólogo no consultório foram inevitáveis. O elitismo do qual  a profissão foi acusada  é mera e natural conseqüência da referência adotada durante anos. Não obstante, esta postura foi  necessária e importante naquele contexto, mas não há, nos dias atuais, como negar que a Psicologia  necessita modificar sua relação com uma sociedade, repleta de demandas focalizando e o seu compromisso com a população e suas urgências, os desafios do mundo moderno e  os Direitos Humanos.

Esta reflexão também encontra respaldo  no Código de Ética Profissional do Psicólogo – aprovado em 27 de  agosto de 2005 -  qual defende nos Princípios Fundamentais, dentre outros pontos igualmente importantes,  que  o profissional  trabalhará visando promover a saúde, a qualidade de vida das pessoas e das coletividades, por meio de contínuo aprimoramento, com responsabilidade social  e contribuindo para promover a liberdade, a dignidade, a igualdade e a integridade do ser humano.

A história biológica, pessoal, familiar, as condições sócio-históricas e a cultura são aspectos fundamentais e relevantes no estudo da saúde do indivíduo,  considerado como um ser dinâmico e plástico em constante interação com uma sociedade concebida como uma rede de significados.

Estas reflexões  norteiam a construção deste projeto pedagógico que pretende propiciar, além de uma sólida formação teórica e prática, uma formação ética e comprometida, instaurando novos parâmetros de ação e promovendo  transformações efetivas que conduzam à promoção da saúde e da dignidade do ser humano.

A Psicologia assim concebida necessita de uma formação generalista, rompendo com o confinamento na atuação clínica. Os diversos locais e contextos existentes para a atuação do psicólogo, individualmente ou em equipe multiprofissional, demandam que o percurso acadêmico do futuro profissional seja contemplado com um amplo panorama sobre linhas teóricas e abordagens técnicas e metodológicas, aplicações práticas e empíricas, problematização e inserção na realidade, contextualização bio-psico-histórico-cultural, e ética.  Somente assim, o Psicólogo poderá responder às questões  e demandas da sociedade, e trabalhar  para  transformações  efetivas da realidade.

 

Rua Pedro Celeste, s/nº | Bairro Cruzeiro do Sul | Juiz de Fora | 36030-140

Central de atendimento (032) 3234-1436 | Fax (032) 3234-1444 | secfac@machadosobrinho.com.br

Copyright © 2001-2011 UKB Sistemas Ltda.